Perguntas e respostas

Desde saber que exercícios mais beneficiam os idosos até que exercícios devem ser evitados devido a certas doenças – descubra todas as respostas às suas questões.  

Que atividade física deve um idoso fazer para retardar o envelhecimento?

Recomenda-se a prática de exercícios aeróbicos moderados de 30 a 60 minutos, pelo menos, cinco vezes por semana ou de exercícios vigorosos três vezes por semana. Exercícios moderados ou vigorosos correspondem a um nível de intensidade de 5-6 ou 7-8 usando uma escala de referência de 0 a 10. No caso dos exercícios de força, faça-os duas vezes por semana, com uma intensidade moderada ou vigorosa, dependendo da sua condição física. Atividades para melhorar a flexibilidade e o equilíbrio devem ser realizadas, no mínimo, duas vezes por semana.

Que exercícios melhoram o equilíbrio nos idosos?

Exercícios com aumento gradual do nível de dificuldade, tais como: manter a posição com ambos os pés no chão e, depois, reduzir gradualmente a base de apoio; exercícios de equilíbrio com uma perna e exercícios com os olhos fechados. Para além de exercícios de equilíbrio estático, pode acrescentar, de forma gradual e segura, exercícios de equilíbrio dinâmico, que mudam o centro de gravidade e que exigem um ajuste contínuo da postura através da adaptação a mudanças de posição..

Quais são os efeitos da atividade física na saúde?

A atividade física é um fator de proteção contra o desenvolvimento de doenças cardiovasculares comuns na terceira idade, como o AVC, a hipertensão e o ataque cardíaco. Permite também controlar os níveis de colesterol, em particular através da redução do colesterol LDL, que é um fator de risco para a obesidade. Pode também prevenir a diabetes ou, pelo menos, retardar as complicações. A atividade física combate também doenças associadas ao envelhecimento, retarda a osteoporose e o aparecimento da incapacidade, a depressão e preserva o bem-estar e a saúde mental.

Por que motivo a prática de exercício favorece a prevenção da osteoporose?

Tal como os músculos, também os ossos perdem gradualmente força, se não forem devidamente estimulados. A atividade física regular retarda o desenvolvimento da osteoporose devido à tensão exercida pelo músculo sobre o osso quando contrai, estimulando os osteoblastos a sintetizar tecido ósseo novo. Os exercícios de força e de equilíbrio são essenciais na prevenção e no retardamento da progressão da doença, pois permitem-lhe fortalecer os músculos e, graças à melhoria do equilíbrio, ajudam a prevenir quedas.

Quando é que a atividade física não é recomendável?

A prática de exercício não é recomendável, caso já tenha ocorrido uma redução da massa óssea devido à osteoporose e, em particular, se já existirem fraturas: o melhor é evitar sobrecarregar os ossos com exercícios.

Por que motivo a osteoporose afeta mais as mulheres?

Especialmente após a menopausa, a probabilidade de a osteoporose afetar as mulheres é quatro vezes superior à dos homens; isto, porque a quantidade de hormonas femininas, que regulam o consumo de cálcio dos ossos, diminui. Nos homens, por sua vez, o osteoporose está mais frequentemente associada a outras doenças endócrinas, gastrointestinais, hematológicas ou reumáticas.

A osteoporose apenas afeta os idosos?

A osteoporose raramente afeta pessoas jovens, embora possa ocorrer em certos casos. É conhecida como osteoporose idiopática e os seus determinantes ainda são desconhecidos. O que é estranho é que, geralmente, as pessoas mais jovens não têm níveis baixos de hormonas e vitaminas, pelo que não é fácil diagnosticar esta doença. Em certos casos, pode estar associada a outras doenças como desequilíbrios hormonais ou insuficiência renal.

QUER SABER MAIS?

Ler Uma introdução para se manter jovem
Ler Como manter-se jovem eficazmente
Ler Os benefícios de se manter jovem