Milan Lab e a revolução do treino indoor no futebol

No futebol, e no esporte em geral, o resultado geralmente é o que conta. Pode-se jogar bem ou mal, mas, no final, o que conta é a vitória. Especialmente na Itália, berço da defesa arcaica e das transições rápidas. Foi sempre assim, pelo menos, até 3 de julho de 1987. Nesse dia, Arrigo Sacchi, pouco conhecido na época, tornou-se treinador do Milan. E tornou-se, desde o início, mensageiro de uma revolução cultural: privilegiar a qualidade do jogo sobre o resultado, o espetáculo e a diversão do público acima dos pontos e da classificação.

Parecia o advento de um Dom Quixote moderno. E o início foi muito difícil, juntamente com as derrotas e a retumbante eliminação da Taça UEFA, veio a contestação dos torcedores. Mas, Berlusconi, que era presidente há pouco mais de um ano, avisou a todos: "Sacchi fica, ponto final". O final da história pertence à galeria de honra do futebol italiano, com o Milan vencendo o campeonato e criando as bases para o ciclo mais vitorioso da sua história. O 4-4-2 de Sacchi torna-se um ícone do futebol mundial e, entre os seus jogadores, destacam-se campeões como Baresi, Maldini, Gullit e Van Basten, a elite de uma geração do futebol.

O lado mais desconhecido dessa revolução, mas não menos importante, é o trabalho físico que a equipe técnica do Milan começa a propor aos atletas. Na verdade, o futebol total de Sacchi exige, para além de mecanismos táticos perfeitamente sincronizados, o ritmo e a intensidade que apenas um treinamento físico específico é capaz de garantir. Não foi por coincidência que, precisamente nesses anos, se iniciou a parceria entre a empresa Rossonera e a Technogym, cujo equipamento foi escolhido para equipar o ginásio do Milan: uma estrutura moderna, equipada com máquinas para treinamento cardiovascular, treinamento de força, readaptação e reabilitação de lesões. Atualmente, pode parecer normal que um clube da Série A disponibilize aos seus atletas uma academia completa, mas, naquele tempo, tratava-se, efetivamente, de uma revolução.
Quase vinte anos mais tarde, a parceria continua: em Milanello, no entanto, a antiga academia transformou-se no Milan Lab, um projeto iniciado em 2002 que permitiu a coleta de mais de dois milhões de dados com base em testes realizados pelos jogadores "rossoneri". "São elementos bastante preciosos na gestão da saúde dos nossos atletas", explica Daniele Tognaccini, preparador físico do Milan. "Na realidade, estas análises nos permitem identificar que tarefas ou situações representam riscos para cada atleta. É evidente que este tipo de informação é um ativo valioso para os que têm responsabilidades dentro do clube, especialmente relacionadas com a saúde e o bem-estar dos atletas. Entre outras coisas, o projeto Milan Lab combina bem com a filosofia do treinamento funcional, no qual a Technogym já demonstrou que acredita a 100%".

A informação coletada pelo milan lab é um elemento valioso para os que têm responsabilidades dentro do clube, especialmente relacionadas com a saúde e o bem-estar dos atletas.

Treinamento físico na base do ciclo vitorioso do Milan

O treinamento funcional estimula músculos profundos e promove a estabilização das articulações.
O treinamento funcional é inspirado por movimentos naturais obtidos graças à contração sinérgica de diferentes grupos musculares. Precisamente o oposto ao trabalho dedicado à "setorização" do uso dos músculos, típico do equipamento tradicional. À primeira vista, pode parecer uma abordagem algo ingénua, mas, em vez disso, se trata de exercícios que sobrecarregam a musculatura profunda, criando também uma preciosa estabilização das articulações. "Esta nova forma de trabalhar na academia", continua Tognaccini, "trouxe enormes vantagens na preparação física dos jogadores, pois através de ferramentas tecnologicamente avançadas, como, por exemplo, Omnia Technogym, podemos simular o esforço a que os atletas estão sujeitos no campo. Além disso, o treinamento indoor, que chamamos de treinamento seco, é essencial para trabalhar a compensação típica do futebol.
A cadeia muscular posterior tem de ser solicitada ao máximo durante o treinamento na academia: "Normalmente está muito retraída, devido a um movimento deslizante. A nova Leg Press ARTIS da Technogym, continua Tognaccini, alia a sobrecarga tradicional a diferentes possibilidades de trabalho com bandas elásticas; trata-se de um apoio valioso para a atividade das articulações e cadeias musculares que apresentam problemas, pois permitem máxima gradualidade e controle. Sem esquecer que este tipo de máquina nos permite eliminar o fator inércia que, ao contrário, é um elemento de atenção nas máquinas tradicionais".
O Milan venceu a Liga dos Campeões da UEFA em 2007 com a equipe mais velha de todos os tempos: mas sólida e em pleno bem-estar.

O interesse dos próprios atletas no treinamento e na preparação física é também sinónimo da revolução cultural iniciada em meados da década de 1980. A imagem do jogador que apenas desfruta parcialmente e que faz tudo para evitar as repetições é um estereótipo que pertence ao passado. "Agora, a atividade do jogador já não está unicamente associada à dimensão do campo", conclui Tognaccini, "basta ver que os atletas do Milan passaram cerca de 50% do seu tempo de treinamento no ginásio. É por isso que é essencial ter um parceiro de alto nível: escolhemos a Technogym porque nos permite satisfazer todas as nossas necessidades e porque os nossos jogadores têm uma sensação especial com este equipamento, especialmente os que compõem a linha Pure Strength, dedicada ao fortalecimento muscular. Desde que estamos em Milanello, muitos jogadores optaram por trabalhar exclusivamente com estas máquinas, pois elas dão uma sensação de desempenho superior em relação a todas as outras".

Os atletas do Milan passam agora cerca de 50% do seu tempo de treinamento na academia

Entre as máquinas disponibilizadas a Daniele Tognaccini e ao Milan Lab, a melhor tecnologia de equipamento produzida na Technogym:

  • SKILLMILL, a solução ideal para atletas profissionais, pois permite que explorem todo o espectro de velocidade/resistência, na perspetiva do Athletic Performance Training, o método de treinamento completo criado pela Technogym em mais de 30 anos de experiência no setor.
  • Pure, a linha especialmente concebida para melhorar a capacidade muscular.
  • Kinesis, o sistema exclusivo que permite realizar mais de 200 exercícios e movimentos para melhorar a força, a flexibilidade e o equilíbrio.
  • Excite, a linha de produtos que permite uma experiência de treinamento cardiovascular estimulante e totalmente conectada.

Milan Lab, o projeto criado para ajudar campeões a vencer



Video
O Lab lembra o navegador da máquina. Guia o(a) futebolista na direção de seu bem-estar, usando tecnologia e a nossa capacidade de aprendizagem. Trata-se de um programa baseado na coleta e estudo dos dados do atleta, visando estabelecer quem é o indivíduo e o seu caráter único. Não é um meio de auxílio médico. A preparação baseia-se na coleta e no estudo analítico dos dados do atleta, no mapeamento do indivíduo. As áreas de interesse em que opera:

  • Trabalho (treino)
  • Recuperação
  • Alimentação

Todos os jogadores do Milan são cuidadosamente mapeados com diferentes testes: genéticos e psicológicos, bem como físicos, realizados uma vez ou através de exames diários. Na fase Trabalho, Tognaccini e os seus colaboradores fazem uso da longa parceria com a Technogym e a sua tecnologia aplicada ao treinamento.

/related post

Por que participar do Let's Move for a Better World?

Let's Move for a Better World é uma oportunidade única de aumentar a fidelidade, a motivação e a...